Bookend - Simon and Garfunkel

Entre os jovens antenados nas novidades da cena musical, muito se fala em Bob Dylan, ainda mais quando testemunhamos um dos melhores filmes biográficos já feitos, o I'm Not There, que com certeza aumentou ainda mais o interesse da juventude pela extensa obra do cantor americano. Muito se fala em Van Morrison, em Tim Buckey, em Nick Drake. Todos são gigantes da música, com certeza merecem seus respectivos lugares no consciente popular. Mas por que é tão difícil Simon e Garfunkel serem reconhecidos? Com certeza eles foram a dupla folk de maior sucesso nos anos 60, lançando hits aclamados, embalando romances e desabafos agoniados dos jovens daquela geração. Os hits não eram apenas dotados de uma compreensão pop aguçada, mas tinha um revestimento magnífico de letras bem escritas, ajustadas à realidade de uma época tão confusa, com uma poesia requintada de um dos maiores compositores de nossa era: Paul Simon. Ali havia um refúgio, ali a música assumia sua propriedade mais nobre: ser um abrigo para a mente, conturbada ou não. Os dois formaram seu repertório em Nova York, a partir de 1964 e embora não tivessem encontrado o sucesso rápido e repentino, experimentaram o reconhecimento merecido com a música 'Sounds of Silence' que provavelmente ao ouví-la, você reconhecerá. Influenciados pelo rockabilly misturado com folk-country dos Everly Brothers, a sensação campestre dos Byrds e a complexidade em escrever letras de Bob Dylan, os dois mostravam uma carreira prolífera, lançando discos de extrema qualidade e aceitação.

Bookends lançado em 1968, foi o grande marco da carreira da dupla. Eles havia semeado os Estados Unidos com canções impressionantes, mas como sempre aconteceu, o público e a crítica aguardavam um próximo trabalho, para constatar não ser sorte de principiantes. E não foi. Era talento em abundância, praticamente na voz e violão, mas com uma ótima produção, uma ótima exploração de ruídos, de elementos externos que faziam uma ornamentação precisa e oportuna. A harmonia presente em cada faixa sugeria uma consonância perfeita, o equilíbrio entre os diversos momentos de um ser humano. Haviam toques tímidos aqui e acolá de psicodelia, mas o som essencialmente é sereno e muito ambicioso. E se todos aguardavam um hit, vieram três consideráveis: 'America', 'A Hazy Shade of Winter' e 'Mrs. Robinson', esta última sendo interpretada por diversas bandas e artistas ao passar dos anos.

Se você não conhece, não sabe o que está dizendo: você conhece, já ouviu, provavelmente gostou muito, mas não reconhece. Esta é a chance de lembrar de momentos da vida que você nem sabia que Simon e Garfunkel estavam no meio.

Set List1- Bookends Theme
2- Save the Life of My Child
3- America
4- Overs
5- Voices of Old People
6- Old Friends
7- Bookends Theme
8- Fakin' It
9- Punky's Dilemma
10- Mrs. Robinson
11- A Hazy Shade of Winter
12- At the Zoo


BUSCA!Agora o blog conta com uma busca específica no menu ao lado. Procure discos e bandas/artistas em nossa busca! Serão listados todos os posts onde o nome procurado foi citado.

8 Opinião(ões) de nosso(s) leitor(es):

parabéns no blog. é muito bom...passo mttt tempo aqui! ahah
bjo

aee cara blz

ta afim de fazer parceria

tenho um blog que conta um pouco de historia de cada banda

poderiamos fazer uma parceria


poderiamos ponhar
algo do tipo

encontre uma bada de rock
no link

http://sorockeiros.blogspot.com

e dai eu ponharia no meu

coisa do tipo
se vc simpatizou-se por essa banda
entre no link aii dexaria o link do teu blog
para eles procurarem e baxarem do seu site

tem interesse

entre em contato
ou no meu blog

ou no email

markinhos_hammett@hotmail.com

falow
aguardo resposta

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the MP3 e MP4, I hope you enjoy. The address is http://mp3-mp4-brasil.blogspot.com. A hug.

"Ponharia" é cruel! Parabéns pelo blog continue no caminho!

estou adorando o blog. os discos são ótimos. e eu sou fã dessa dupla.
muito obrigada, por todos sos discos.

Não apenas o material, mas seu texto é muito vívido,. Parabéns!!!... Lembremos mais do Simon and Garfunkel.

Este comentário foi removido pelo autor.

Ponhar

Classificação morfossintática:
- [ponhar] verbo infinitivo 1a pes singular .
- [ponhar] verbo infinitivo 3a pes singular .
- [ponhar] verbo futuro do subjuntivo 1a pes singular .
- [ponhar] verbo futuro do subjuntivo 3a pes singular .
Sinônimos: pôr colocar inserir .
Antônimos: retirar tirar sacar .
Palavras relacionadas: ponho

O mesmo que pôr; constitui uma corruptela da língua portuguesa; forma verbal comumente observável entre falantes pouco eruditos, na verdade os verdadeiros donos da língua. Essa forma verbal é uma busca inconsciente das formas verbais regulares. O presente do indicativo do verbo pôr é que dá origem a esta estranha forma nas demais pessoas e tempos verbais.

Preciso ponhar o bolo na geladeira? Eu ponhei fogo no mato.