A Tábua de Esmeralda - Jorge Ben

No último dia 25 fui ao show do Jorge Ben (volto a citar um bom foda-se para o sufixo Jor), e ao fim da apresentação, fui invadido por um desejo de que todos pudessem gostar do trabalho dele. A energia que ele emana com sua voz, com seus movimentos ou ao interagir com seu público, inspira qualquer um e poe no seu devido lugar qualquer zé mané que se acha algo no mainstream nacional.

No post anterior, eu já havia escrito de forma sucinta quem é Jorge Ben e o seu diferencial em relação aos seus conteporâneos. Ele conseguiu unir toda a mística que o Rio de Janeiro comporta em seus limites e os uniu, fazendo canções memoráveis, descontraídas e mais do que isso, canções que conseguiram traduzir a essência de um povo. Poucos são os músicos que conseguem se identificar tanto com um lugar. Ao ouvir o som desse carioca nascido em 1942, chega à minha mente imagens do Rio, da Lapa e suas ruas complexas, das linhas dos trens no Méier, da vista do Maracanã, da favela da Mangueira e também das ruas aparentemente pacatas do Jacarézinho. Quando perguntam se no tempo que fiquei no Rio eu fiquei assustado, respondo sem hesitar que foram ótimos momentos da minha vida, ainda mais quando esses bons momentos se unem perfeitamente com as canções de Jorge. O álbum A Tábua de Esmeralda, lançado em 1974, é um concentrado de simplicidade e despojamento de qualquer pretensão em fazer um trabalho para atingir sucesso comercial ou algo similar. É um canto cego dirigido para o povo e seus costumes e que por sua qualidade incontestável, foi sucesso por natural consequência.

'Os Alquimistas estão Chegando' repousa em deliciosos acordes de violão, de ataques curtos enquanto Jorge Ben usa fraseados longos para descrever o comportamento e a essência dos alquimistas. A forma dessa descrição é cativante pelo jeito desleixado com que ele trata os versos, como se fosse o senhor desses versos. Em 'O Homem da Gravata Florida' ele mantém essa fórmula, mostrando domínio completo sobre sua arte, um controle minuscioso de cada detalhe, detalhes da gravata, das cores. Não há organização determinada, é uma livre canção onde tudo gira em nossa volta, em plena harmonia musical, com arranjos minimalistas tendo um relaxante violão liderando a deliciosa levada da faixa. 'Menina Mulher da Pele Preta' começa com diálogo descontraído seguido por um samba regado de toques de cuíca ao fundo, transmitindo um prazer inigualável, principalmente quando você fecha os olhos e se deixa levar no rico compasso da canção. Não se surpreenda se você se vir simulando um pandeiro com as mãos. É o encanto do verdadeiro samba. 'Eu Vou Torcer' é um Jorge Ben otimista, que usa de seu vigor de torcedor do Flamengo para torcer por elementos que fazem parte de nosso cotidiano, sejam elas concretas - moças bonitas ou pelas coisas úteis que se podem comprar com dez cruzeiros - ou abstratas - pelas estações ou pela paz. É outra canção de compasso marcado que com sua leveza melódica se destaca graças à união com a leveza da poesia de Jorge Ben. 'O Namorado da Viúva' é uma bossa-nova sob a ótica dele, sob a ótica cotidiana, menos sofisticada, mais acessível, mais povão. Uma bossa de braços abertos.

Embora eu costume dizer que África Brasil seja o melhor disco dele, o A Tábua de Esmeralda é quando Jorge Ben demonstra que está nos pés de um monte de evolução. Esse álbum realmente apresenta o começo da inspiração infindável desse grande mestre da música brasileira.

*Sugestão de Octávio

Set List

1- Os Alquimistas Estão Chegando
2- O Homem da Gravata Florida
3- Errare Humanum Est
4- Menina Mulher da Pele Preta
5- Eu Vou Torcer
6- Magnólia
7- Minha Teimosia, Uma Arma Pra Te Conquistar
8- Zumbi
9- Brother
10- O Namorado da Viúva
11- Hermes Tri
12- Cinco Minutos

BUSCA!
Agora o blog conta com uma busca específica no menu ao lado. Procure discos e bandas/artistas em nossa busca! Serão listados todos os posts onde o nome procurado foi citado.

8 Opinião(ões) de nosso(s) leitor(es):

pra mim, um dos melhores álbuns feitos em terras tupiniquins, quem sabe do mundo inteiro :)

Cara, esse seu blog é muito bom. Excelente mesmo.
Existem muitos blogs indies por aí.
Mas poucos de rock bons como esse.

Parabéns.

Jorge Ben é legal mesmo =)
Vem cá, tem como vocês uparem algum disco do New Order?
Fiz uma busca e não encontrei nada no blog.
Grande Abraço

Jorge Ben encheu a paciencia com aqule W/Brasil em 94!
Me dá até medo ouvir algo dele!!!!Ainda q insistam q seja algo bom.

Fantastic album, it's embarrassing that it's out of print! I just reviewed it on my music blog (English).

Eu completo a sua lista com Jesualda. Jorge Ben é único.

Eu acrescento Jesualda na lista das melhores.
Jorge Ben é único.