Shellac - Discografia

Recebi de forma indescritível a notícia de que o Shellac desembarcará no Brasil, no fim de março para fazer dois shows, um no dia 28 em Porto Alegre (Garagem Hermética) e no dia seguinte em São Paulo (Clash Club). Finalmente depois de muitos boatos que se arrastaram por anos, a banda liderada por Steve Albini se apresenta em território nacional. A espera foi uma tortura, ainda mais para muita gente que acompanha o trabalho da banda desde o início.

Para comemorar a tão esperada notícia, disponibilizo no RockTown! Downloads a discografia do Shellac, incluindo três EPs e cinco álbuns lançados de 1992 à 2007. É só baixar e se familiarizar com o som.

----------------------------------------------------------------------------------
>>> EPs
----------------------------------------------------------------------------------

The Rude Gesture: A Pictorial History - Lançado em 1993, foi um aquecimento para o álbum do ano posterior, o clássico e irrepreensível At Action Park.

1- The Guy Who Invented Fire
2- Rambler Song
3- Billiard Player Song



----------------------------------------------------------------------------------

Uranus - Ainda na fase pré-At Action Park, em 1993, o Shellac passa por sua melhor fase, ainda mais quando se tem duas faixas tão sólidas e tão abundantes em energia. A guitarra rasgada e distorcida é mais do que nunca a grande marca da banda.

1- Doris
2- Wingwalker



----------------------------------------------------------------------------------

The Bird Is the Most Popular Finger - Sim, mais um trabalho antes do clássico debute da banda. Foi lançado no mesmo ano que o primeiro álbum deles (1994) e mostra um amadurecimentos transbordante, que só poderia ter como consequência uma ótima estréia.

1- XVI
2- The Admiral



---------------------------------------------------------------------------------->>> ALBÚNS----------------------------------------------------------------------------------
At Action Park - Lançado em 1994, é o clássico tão anunciado pelos EPs acima. Pra ouvir de cabo a rabo, sem parar. É uma referência no modo experimental dentro do underground americano. A tradução do que é Shellac.

1- My Black Ass
2- Pull the Cup
3- The Admiral
4- Crow
5- Song of the Minerals
6- A Minute
7- The Idea of North
8- Dog and Pony Show
9- Boche's Dick
10- Il Porno Star



----------------------------------------------------------------------------------


The Futurist - Com sua textura minimalista, o experimentalismo do Shellac é ressaltado em relação às outras características. Com elementos espaciais que nos remetem à Odisséia no Espaço de Kubrick, existe um arsenal de riffs complexo e hipnotizante. É um trabalho extremamente calculado, seria algo como o "rock exato". As músicas não têm nome, o Shellac pega emprestada a nomeclatura da música clássica e divide o disco em cinco movimentos. Realmente uma sinfonia de rock com três integrantes.


1- Movement 1
2- Movement 2
3- Movement 3
4- Movement 4
5- Movement 5



----------------------------------------------------------------------------------


Terraform - Embora a banda não tenha modificado sua essência, ela se tornou um tanto mais racional e complexa no disco anterior. Já em Terraform, lançado em 1997, a banda é atraída pela linha mais agressiva do seu primeiro álbum, porém ainda exibe uma certa dificuldade em repetir a fluência das melodias. Mesmo assim não perde seu valor e sua contribuição na evolução infindável da banda.

1- Didn't We Deserve a Look at You the Way You Really Are
2- This Is a Picture
3- Disgrace
4- Mouthpiece
5- Canada
6- Rush Job
7- House Full of Garbage
8- Copper


----------------------------------------------------------------------------------

1000 Hurts - Em 2000 os fãs da banda tinham em mãos um novo disco. E os mais velhos sentiam as poderosas doses de distorção aliadas a um vocal visceral, ríspido e grosseiro de um Steve Albini mais violento que nunca. A produção está bem mais afiada que os trabalhos anteriores, o som está mais amplificado, mais disperso. Experimente ouvir a primeira faixa, Prayer To God, e veja como a banda trata o ódio, a vingança, o rancor. É Shellac em seu estado mais bruto.

1- Prayer to God
2- Squirrel Song
3- Mama Gina
4- QRJ
5- Ghosts
6- Song Against Itself
7- Canaveral
8- New Number Order
9- Shoe Song
10- Watch Song


----------------------------------------------------------------------------------

Excellent Italian Greyhound - O disco lançado em 2007 - após um longo hiato de sete anos - não decepcionou quem esperava a mesma banda de quase uma década atrás. O Shellac apresenta momentos brilhantes de velocidade de melodia, com incríveis trechos de guitarra que se alternam com o baixo saliente e entorpecente de Bob Weston, principalmente quando se trata da conexão com as batidas de Todd Trainer. A produção está melhor que nunca em termos de qualidade, mas a atmosfera suja do underground permanece. É o Shellac de volta, como se tivesse lançado um álbum em 2001, um ano após o 1000 Hurts.

1- The End of Radio
2- Steady as She Goes
3- Be Prepared
4- Elephant
5- Genuine Lulabelle
6- Kittypants
7- Boycott
8- Paco
9- Spoke

3 Opinião(ões) de nosso(s) leitor(es):

Som cru, quase seco, diferente msm

SPOKE É FODA, ACABEI OUVINDO POR ACASO AGORA PRECISO OUVIR MELHOR AS OUTRAS MUSICAS, VALEU.