Head Trip In Every Key - Superdrag

Definitivamente, se você não conhece essa banda, baixe esse disco!
Se você misturasse as melodias mais acessíveis do pop feito pelas bandas da invasão britânica como Beatles, Kinks ou Zombies às distorções furiosas do Hüsker Dü e colocasse uma pitada da genial simplicidade dos Replacements, daria uma boa fórmula sonora, concorda? E se você quiser nomear essa fórmula, pode chamá-la de Superdrag. Embora a estrutura do som dessa banda formada em 1993 em Knoxville, Tennessee, seja bem descomplicada, não peca por ser polida demais, apresentando canções de energia obscura, seja nos moldes do punk ou na sujeira grunge. Se você os ouve, pode dançar despreocupado com o pop que emana das guitarras como também pode cair no chão com um rock mais sorrateiro, mais underground, com a variação vocal esplêndida de John Davis que pode soar como um inglês comportado de terninho dos anos 60 lá das ilhas britânicas ou um americano de Seattle com camisa xadrez esperniando sua euforia nos anos 90. A linha de baixo de Tom Pappas é poderosa. Extremamente habilidoso, salienta seu graves acordes com uma extrema perícia no dedilhar frenético que embeleza as canções com a limpeza de suas notas. Em Head Trip In Every Key, disco lançado em 1998, o Superdrag aparenta uma maturidade em relação à composição de arranjos, com uma produção mais elaborada, mais incrementada, porém sem perder a proposta de fazer um rock limpo - leia-se sem enrolação.

Se o disco anterior Regretfully Yours foi um sucesso graças ao hit Sucked Out (até emplacando clipe na MTV), esse trabalho não foi ofuscado pelo sucesso anterior, contando com ótimas canções como é o caso da serena 'I'm Expanding my Mind' que exibe um compasso de bateria bem marcado, mas que não se acanha em mudar seu ritmo, aumentando a intensidade dos arranjos (que conta com notas de piano). A melodia é simples e grudenta. 'Sold You an Alibi' é uma bela demonstração da maturidade da banda, pela sincronia perfeita dos instrumentos, a harmonia que a canção sugere hipnotiza o ouvinte com as levadas simétricas da guitarra de Brandon Fisher que instalam uma incrível sensação de paz à atmosfera sonora. O riff de 'Do The Vampire' é um dos atrativos da faixa, que conta com um refrão perfeito para se cantar, graças à naturalidade melódica que ele comporta. Altos e baixos na evolução da música também prendem a atenção do ouvinte, tirando às vezes o destaque do desempenho da bateria de Don Coffey Jr., que nessa canção é perfeito. 'Mr. Underground' é versátil e é uma das grandes expoentes da sofisticação de arranjos, pois conta com instrumentos de sopro para favorecer a rica melodia dessa faixa. E como não poderia faltar num álbum tão diversificado, 'She Is A Holy Grail' dá o toque soturno ao trabalho, com uma levada angustiada, entristecida pela voz de Davis, que canta com autoridade uma letra encrustada de bela poesia:

When my fever broke
In vapour-trailing smoke
In a bridal veil
She is a holy grail

A canção termina gradualmente, onde o piano é protagonista de um incrível trecho de singular coesão entre os integrantes.

Embora John Davis tenha escrito as letras e composto as músicas, esse trabalho do Superdrag é de uma harmonia tão sólida, que não há como dar créditos apenas a uma pessoa. Todo o trabalho de produção, todos os pontos fortes de cada instrumento e o entendimento entre esses pontos, fazem de Head Trip In Every Key um dos melhores discos da banda.

p.s.: as últimas notícias nos levam a pensar que o hiato imposto pela banda em 2003 termina em 2008 e com a formação original!

Set List

1- I'm Expanding My Mind
2- Hellbent
3- Sold You an Alibi
4- Do the Vampire
5- Amphetamine
6- Bankrupt Vibration
7- Mr. Underground
8- Annetichrist
9- She Is a Holy Grail
10- Pine Away
11- Shuck & Jive
12- Wrong Vs. Right Doesn't Matter
13- The Art of Dying

Baixar o disco!

BUSCA!
Agora o blog conta com uma busca específica no menu ao lado. Procure discos e bandas/artistas em nossa busca! Serão listados todos os posts onde o nome procurado foi citado.

7 Opinião(ões) de nosso(s) leitor(es):

Primeiro parabéns pelo blog... muito eclético.
Agora... em segundo lugar... pelo amor de Deus posta o disco solo Arigato! do John Davis!!! esse disco é fodástico!! não encontro esse play pra baixar nem f0dend0!!!

Abraço! e ARIGATO! =]

parabens pelo blog..muito bom mesmo e o principal so banda boa...

abração

pow, legal o som da banda =)
não conhecia
ótimo achado!
continue assim
=D

Po acabei de baixar esse album do superdrag. E kct! os caras mandam bem, poucas bandas me agradam pela primeira impressão.

E aliás ótimo blog mano! já conheci ótimas bandas por aqui coomo Death Cabie for Cutie.
Praticamente todo dia to baixando algo.

Feroz essa banda Superdrag, nao conhecia!
Excelente dica!
Som calmo, bem trabalhado.

Abraço
Julio

Bem legal a banda, não conhecia...powerpop que gruda na hora. Lembra bastante o último disco do Nada Surf, que está no post seguinte (mera coincidência?)

Man, sabe omo venero os caras né, mas sem o o John Davis não vai rolar, eles tão numa de desfaz a banda, volta, faz reunion e os caralho a 4, ta enchendo o saco, e vir pro brasil nada neh !