Disraeli Gears - Cream

O Cream foi o mais notável power trio a aparecer na cena de rock. Antes do Jam ou Police, notáveis trios que marcaram os anos 70 e 80, Eric Clapton, Jack Bruce e Ginger Baker formaram a banda em 1966 e despontavam com uma mistura heterogênea de blues (bem atrelado à vertente delta) com um hard rock menos pretencioso que os posteriores, porém forte em seus acordes, firme em sua estrutura um tanto distorcida e mirabolante, com toda a psicodelia agregada. A simplicidade de suas melodias não anula a genialidade de seu guitarrista Clapton (e não era à toa que os lonfrinos pixavam pela cidade "Clapton is God"), com riffs memoráveis acompanhado da extrema perícia demonstrada por Bruce em sua estável linha de baixo ressaltada e ainda a apurada técnica de Baker, o primeiro rock-star baterista da história, que demonstrava estar bem à frente de seu tempo. O segundo disco do grupo, o Disraeli Gears, foi lançado em 1967 e seguia a linha de comportamento de seu antecessor (Fresh Cream), usando e abusando de elementos blues e a influência que Muddy Waters exercia sobre o trio, misturada à psicodelia que já pairava pela cena rock de Londres, cidade onde a banda foi formada.

O legado de Waters é explícito na levada de 'Strange Brew', com um baixo em ritmo interrupto, o compasso brando da bateria e as macias notas de guitarra que ornam a canção com complexa transição de acordes. 'Sunshine of Your Love' já é bem semelhante ao som de Jimi Hendrix, com um riff banhado em distorção vigorosa, apresentando um hard rock convincente. 'World of Pain' é de melodia angustiada e vocal aflito, com uma esplêndida participação de acordes de um baixo coeso, potente no sustento de toda a harmonia (incrível como em sua linha básica, ele consegue se integrar a pequenos trechos de solo de guitarra). O folk aparece em 'Dance the Night Away' com Clapton tocando guitarra de doze cordas, numa elegância incrível, porém seguindo a aflição da faixa anterior. É prazerosa em suas flutuantes notas, em suas guinadas melódicas. Urgente e delicada, essa faixa é um dos grandes destaques do álbum. Já 'Swlabr' é mais pesada, com uma faceta psicodélica e um vocal bem mais exaltado, acompanhando todo o ritmo embelezado por dedilhadas oportunas de guitarra que espanam a poeira por aqui e por ali. E claro, não só as dedilhadas, mas um solo magistral e breve de Clapton terminam de coroar a beleza dessa faixa.

Disraeli Gears é um dos discos mais marcantes de toda a história do rock, porque foi o que faltava para que até os mais céticos se rendessem ao som desse trio. O Cream inspirou não só os trios que viriam a ser formados nas décadas seguintes, mas bandas com muito mais integrantes assumem influência do trio inglês. E não só influênciou como ensinou um modo de integrar o blues ao rock e não a se acostumar com a concepção de que o rock é um blues acelerado. Eles conseguiram descontruir essa concepção, e separar os dois ritmos, mesmo tendo em vista o fato de que um veio do outro.

Set List

1- Strange Brew
2- Sunshine of Your Love
3- World of Pain
4- Dance the Night Away
5- Blue Condition
6- Tales of Brave Ulysses
7- Swlabr
8- We're Going Wrong
9- Outside Woman Blues
10- Take It Back
11- Mother's Lament

Baixar o disco!

BUSCA!
Agora o blog conta com uma busca específica no menu ao lado. Procure discos e bandas/artistas em nossa busca! Serão listados todos os posts onde o nome procurado foi citado.

4 Opinião(ões) de nosso(s) leitor(es):

Não tenho esse CD, mas Clapton é "O Cara", e Cream é ótimo! Valeu pelo cd!
Clapton is god!

link quebrado... mas valeu

O link não está mais disponivel, se puder colocar novamente!

Abraços!

esse album é o puro creme do milho verde !!!