Teenager - The Thrills

Se você ouve os acordes dessa banda, num estilo country, pode facilmente deduzir que são de algum estado do oeste americano. Desde o primeiro disco deles, o So Much for the City, eu achava isso. Mas não, eles são da Irlanda, de Dublin. Claro que houve uma transição bem notável no som da banda, mas os Trhills continuam fazendo ótimas canções sob a tutela da voz de Conor Deasy, sempre rouca e com uma generosa carga emotiva. Se no primeiro disco, o que atraiu foi aquela levada de country-rock, num estilo meio Neil Young (diga-se de passagem é um disco espetacular), o segundo disco Let's Bottle Bohemia foi uma ponte para um som menos 'caipira', mais indie, mas mantendo alguns elementos. E agora em Teenager, eles alcançaram uma qualidade incrível aliada a serenidade das canções e algumas batidas que transformam canções em um indie-pop. Foi aclamado pela crítica como o melhor disco feito por eles até então.

'Midnight Choir' abre o disco com ótimos acordes em notas agudas, com backing vocals lançando um "ô-ôoo". A estrutura toda da canção me faz lembrar um pouco Bruce Springsteen, mas a voz é mais tenra e doce e desliza pelas notas que flutuam nesse ambiente agradável, ocasionado por toda harmonia presente na faixa. 'Nothing Changes Around Here' se inicia com dedilhadas de piano, nas notas mais baixas, prenunciando uma canção agradável, com batida suave, o piano tímidamente dando sua graça, bem ajustado a guitarra que preenche vazios com sua pacífica contribuição na atmosfera cordial da faixa. 'All Came This Way' é a faixa que mais se aproxima de seu primeiro disco. Com toques de blues, a canção é outro trunfo de calmaria. 'Teenager' é uma canção melancólica, não só pelos arranjos instrumentais, mas principalmente pela letra de arrependimento, remorso:

You said "I don't care for the past.
If I could go back, a teenager again.
If I could go back, i'd trip over again.
But where would I fall? la la la la
And who would break my fall? la la la la"

Sentimentos comuns entre os adultos, eu por exemplo adoraria voltar na minha adolescência e corrigir erros, deixar de fazer coisas e fazer algumas outras. A letra é sincera e todos se identificam com ela.

Os Thrills realmente estão melhores que nunca, embora eu ache o primeiro disco bem mais marcante. Lembro que eu gravei um CD com o So Much for the City e ouvia dia e noite. Quando lembro dos meus vinte anos, lembro do Thrills. Banda focada na qualidade, seja nos arranjos, seja nas letras.

*Sugestão de Carlos

Set List

1- The Midnight Choir
2- This Year
3- Nothing Changes Around Here
4- Restaurant
5- I Came All This Way
6- Long Forgotten Song
7- I'm So Sorry
8- No More Empty Words
9- Teenager
10- Should've Known Better
11- There's Joy to Be Found... The Boy Who Caught All the Breaks

Baixar o disco!

DICA: Se você quiser localizar um disco ou artista, veja nosso menu ao lado direito da tela ou simplesmente pressione Ctrl + F para localizar.

2 Opinião(ões) de nosso(s) leitor(es):

muito bom o blog! parabens!
entrando direto!

Muito bom seu blog, um dos melhores sobre musica pop, se nao for o melhor. Sucesso e rock and Roll sempre.

Abraço