Fungus Amongus - Incubus

Ao invés de estampar rótulos, vamos traçar a linha de influências. Eles são da Califórnia, o que os liga inevitavelmente ao som do Red Rot Chilli Peppers. O que isso significa? Um rock levado ao pés do funk, com dedilhadas fortes e slaps bem coordenados. Uma guitarra tocada de forma descontraída, com certa liberdade em relação a riffs marcados. A bateria é oriunda do R&B, com batidas imprevisíveis. O vocal sempre largado, altivo e euforico. Legal, temos aí algumas características do funk (não há como não lhar pra trás e ver James Brown). Agora trace algumas características do metal como a potência de acordes de guitarras distorcidos e rasteiros, batidas mais estáveis e aceleradas, um baixo mais presente por servir como um suporte para a música do que por adorná-la com técnica. O vocal gutural com toda a potência que as cordas vocais podem apresentar. Agora coloque tudo, do funk e metal, numa coqueteleira. Sacuda bem. Pegue um copo largo e despeje a mistura. Podemos dar um nome à esse drink: Incubus. A banda formada em 1991 esteve por cima no fim dos anos 90 e começo de nossa presente década como uma das principais bandas do nu-metal, termo que eu particularmente odeio. Prefiro vê-los como um funk-metal e é o que realmente são. Fungus Amongus, lançado em 1995, é um ótimo achado no meio da discografia da banda, onde suas influências estão mais evidentes. Não há espaço para o pop, e sim uma experiência muito bem sucedida com ótimos trechos de baixo, guitarra ora cheia de groove, ora distorcida, nos remetendo à cena que se instaurou no meio da década de 80.

'You Will Be a Hot Dancer' começa com o melhor da herança de James Brown, com uma guitarra cheia de ataques curtos e um baixo acentuado. A bateria introduz um ritmo sincopado à melodia. O metal faz presença no refrão, retirando o groove instalado e explodindo em caos. O vocal de Brandon Boyd assume tons agudos e escandalosos cercado por uma ótima sincronia de instrumentos. A saída do refrão para o retorno do swing do funk é incrível. 'Shaft' apresenta um riff simples no início enquanto a melodia vai fervendo até que o riff é extinto e ataques de notas distorcidas de guitarra se apropriam da sonoridade da faixa. É uma ótima mistura de dedilhadas, acordes rasgados e batidas urgentes. 'Take Me to Your Leader' é incrementada no início com efeitos e uma batida no estilo tribal. O vocal é desferido de forma pausada, e não há como evitar comparações com o Faith No More. Notas decrescentes da guitarra infestam a canção e ótimos trechos de baixo são notados. 'Psychopsilocybin' tem é uma ótima alternância de camadas pesadas de metal com a simplicidade dançante do ritmo negro americano. Quando o vocal fica acelerado a comparação com o Red Hot Chilli Peppers é óbvia, principalmente com o som do primeiro disco deles.

Nesse post, nem dei ênfase às letras, o que não significa que sejam ruins, mas o funk mexe muito comigo e é uma tarefa prazerosa explorar esse som, encontrar elementos e associar influências. Esse disco, na minha opinião é o melhor da banda, pois como eu havia dito acima, não há propensão alguma para o pop. Apenas ótimas linhas rítmicas aliadas a pesados arranjos que formam um som, que não é peculiar da banda, mas é uma ótima demonstração da apurada técnica na execução de mistura de influências que o Incubus tem.

*Sugestão de Eduardo

Set List

1- You Will Be a Hot Dancer
2- Shaft
3- Trouble in 421
4- Take Me to Your Leader
5- Medium
6- Speak Free
7- The Answer
8- Psychopsilocybin
9- Sink Beneath the Line
10- Hilikus

Baixar o disco!

DICA: Se você quiser localizar um disco ou artista, veja nosso menu ao lado direito da tela ou simplesmente pressione Ctrl + F para localizar.

3 Opinião(ões) de nosso(s) leitor(es):

hmft, é vergonhoso dizer que eu não conhecia esse cd?~

É nada! Pra isso que o blog existe, pra vc descobrir sons novos!

É bom ter sua presença aqui no blog!

Felipe, volto ao seu blog que tem me alimentado de boas dicas de Cd para lhe pedir mais uma coisa.Vc pode postar algo do "Babes in Toyland"?

Abraço! Marcos